• 1aerodromo.png
  • 1comar.png
  • 1heliponto.png
  • 2aerodromo.png
  • 2comar.png
  • 2heliponto.png
  • 3aerodromo.png
  • 3comar.png
  • 3heliponto.png

Elaboração de Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromos e Helipontos (PBZPA e PBZPH)

Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromos (PBZPA) e o Plano Básico de Zona de Proteção de Helipontos (PBZPH) para projetos de  aeródromos e helipontos consistem em um conjunto de superfícies delimitadoras de obstáculos que estabelece as restrições impostas ao aproveitamento das propriedades dentro da Zona de Proteção de um aeródromo ou heliponto, contendo ainda levantamento topográfico e relação de obstáculos sob essas superfícies e no entorno do aeródromo/heliponto.

Há penalidades previstas pela não elaboração dos respectivos Planos de Zona de Proteção de Aeródromos e Helipontos no prazo estabelecido. No caso dos aeródromos e/ou helipontos privados, o não encaminhamento dos Planos Básicos de Zona de Proteção pode implicar em restrições operacionais no aeródromo/heliponto, uma vez que não serão consideradas as superfícies limitadoras de obstáculos definidas nos referidos Planos por ocasião da emissão de autorizações para utilização do solo no entorno destes aeródromos e helipontos (Edital nº 4 do DECEA de 07 de maio de 2012).

A Assessoria Aeronáutica Mais efetua os cálculos da Zona de Proteção, preenche os anexos exigidas pela ICA11-3 e ICA 63-19 e confecciona o desenho dentro das exigências da Portaria 957/CG3, entregando e protocolando junto ao Comando da Aeronáutica para aprovação e publicação do PBZPA/PBZPH para projetos de aeródromos e helipontos, exigência fundamental para legalização dos mesmos. Atendemos todo o Brasil.